Tag: Racionalismo

Guerra à filosofia do talvez

Guerra à filosofia do talvez

Nietzsche é elogiado por uma multidão de jovens e homens imaturos; não porque ele é um filósofo verdadeiro, mas porque é um poeta sedutor. Ele seduz os corações enfermos; os corações que se encontram diante do Abismo, sendo este abismo um dos maiores ídolos que o homem imaginou após a queda. O abismo sim é […]

Continue Lendo

Os problemas epistemológicos e suas variáveis

Os problemas epistemológicos e suas variáveis

É fácil nutrir simpatia pela conclusão da modernidade de que a epistemologia é o ponto de partida das investigações filosóficas (digo isto pensando a filosofia como uma atividade de resolução de problemas) e isso pra mim é relativamente claro de se ver. Desde seus primórdios a tradição filosófica junto a pensadores como Platão ou Tomás […]

Continue Lendo

Tradicionalismo, Liberalismo e Feminismo

Tradicionalismo, Liberalismo e Feminismo

Recentemente fui convidada para palestrar sobre a Cosmovisão Judaica, matéria muito importante para o desenvolvimento tradicional de todos os indivíduos. Muitos dos meus queridos amigos, interessados em ouvir-me, pediram para que eu começasse a veicular meus aprendizados dentro do Judaísmo, Cristianismo e Tradicionalismo. Decidi então, como leitora do FiloVida, me integrar ativamente ao Portal fazendo […]

Continue Lendo

Crítica de G. K. Chesterton ao ceticismo da Modernidade

Crítica de G. K. Chesterton ao ceticismo da Modernidade

G. K. Chesterton, embora tenha vivido num momento histórico cujo império das opiniões circundava a praticidade antimetafísica, encontrou um direcionamento oposto à Modernidade, a saber, o seio da tradição cristã. Na sua busca, em primeiro lugar, ele intuiu que este mundo é incapaz de explicar-se. Em segundo, passou a acreditar que o sobrenatural tem algum significado, e que isso […]

Continue Lendo

Feminismo e Ideologia de Gênero numa perspectiva Tradicional

Feminismo e Ideologia de Gênero numa perspectiva Tradicional

Se observarmos as antigas tradições espirituais pode-se notar que geralmente se tem associado ao masculino o ativo e o exterior, o aspecto exotérico de uma cultura, enquanto que o feminino está associado ao passivo, o interior, o oculto, aquilo que não é mostrado explicitamente à luz – a alma, por exemplo, está sempre relacionada com […]

Continue Lendo

Sobre o Empirismo e o Racionalismo de John Locke

Sobre o Empirismo e o Racionalismo de John Locke

Classificar um filósofo em específico seja como racionalista ou empirista seja com quaisquer outros termos já implica numa aspiração árdua e abundante – e nesse caso classificar especificamente John Locke (1632 – 1704) como um empirista mitigado ou por outro lado um racionalista que não despreza a experiência é de um designo muito mais sutil […]

Continue Lendo

Nietzsche e Kant: Aproximações e afastamentos

Nietzsche e Kant: Aproximações e afastamentos

Sobre a interpretação de Antonio Edmilson Paschoal

Professor da PUC-PR, Antonio Edmilson Paschoal, levanta um aspecto pouco apreciado pelos principais intérpretes que fazem uma correlação de F. W. Nietzsche com outros filósofos: as aproximações, usos e afastamentos entre este e Immanuel Kant. Segundo o professor paranaense o que podemos chamar de o Kant de Nietzsche se refere, principalmente, ao período em que […]

Continue Lendo

A odisséia de Descartes rumo a um conhecimento sólido

A odisséia de Descartes rumo a um conhecimento sólido

René Descartes nasceu no final do século XVI, na França. Devido à sua saúde frágil, permaneceu acamado por toda a infância e adolescência, o que lhe criou o hábito de meditar. Após entrar para o exército e servir na Guerra dos Trinta Anos, mudou-se para Paris e descobriu sua vocação para a filosofia. Juntamente com Bacon […]

Continue Lendo

A ética entre o emotivismo e racionalismo

A ética entre o emotivismo e racionalismo

Em que medida os sentimentos podem ser critério para a avaliação da moralidade?

A concepção dos sentimentos como critério para a avaliação da moralidade das ações humanas caminha em sentido contrário, ao menos em sua completude, à ética racionalista (a exemplo do racionalismo ético encontra-se o cerne teórico da boa Vontade de Immanuel Kant. Esta seria determinada apenas por princípios a priori – ou seja, por leis racionais […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas