Tag: Paixão

A alma tirânica e os sonhos

A alma tirânica e os sonhos

Dizia o velho Platão que no sonho, mesmo entre os homens mais virtuosos, a razão adormece; e enquanto dorme, desperta a irascibilidade. O mesmo pensamento (ou ao menos o cerne dele) permanece ao longo dos séculos, continuadamente vivo entre os mais versados homens modernos sobre os sonhos, a maioria deles mencionados por Freud em sua […]

Continue Lendo

Breve escrito para os que encontram na Filosofia a sua razão de existir

Breve escrito para os que encontram na Filosofia a sua razão de existir

| 19/06/2016 | 1 Comentário

Se, oculto pela recusa em falar, a força motriz da tua existência for a Filosofia, és um assujeitamento não manifesto; certamente um forte loquaz, todavia, um ser-aí de fraco senso coletivo. Tenho medo de teu niilismo imperativo, da tua força que impera sem ter predicativo real de existência algum. Onde está o realismo de tua apolítica? Tenho-o tal como vejo a […]

Continue Lendo

Manifesto sobre a vida do artista

Manifesto sobre a vida do artista

Por Marina Abramovic

1. Conduta de um artista em sua vida: – Um artista não deve mentir para si mesmo ou aos outros – Um artista não deve roubar idéias de outros artistas – Um artista não deve comprometer, para si ou em relação ao mercado de arte – Um artista não deve matar outros seres humanos – […]

Continue Lendo

Medo: do movimento natural ao problema da finitude

Medo: do movimento natural ao problema da finitude

A partir da semelhança entre as paixões dos diferentes homens, quem quer que olhe para dentro de si mesmo, e examine quaisquer uma de suas manifestações corporais e/ou psíquicas, poderá ver que são as mesmas que regem a todos os homens, especialmente naquilo que permanece desde o nascimento, isto é, o medo. O grande filósofo […]

Continue Lendo

Sobre os demônios

Sobre os demônios

Opinião dos platônicos, de um sacerdote judeu e do papa Francisco

Há quem julgue que uns deuses são bons e outros maus. Mas também há quem lhes atribua apenas honra e glória tal que não pensa haver algum deus mau. Para os cristãos, aqueles que afirmaram haver deuses bons e deuses maus teriam dado aos demônios o nome de deuses. Como estes, aqueles que dizem ser todos os deuses bons […]

Continue Lendo

O Grotesco: onde a teoria e práxis se encontram

O Grotesco: onde a teoria e práxis se encontram

Por que absorvemos do classicismo da Arte poética [1] o sublime somente a partir da procura de perfeição e busca do equilíbrio expressivo? Por que isso, se existe o remanescente?! Exorbitância tão magnifica de afecções que transbordam e não cabem no ser, sedução e estranhez hiperreais! O excêntrico (para não se dizer “o grotesco”) fora exaltado […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas