Tag: Mente

O paradigma da filosofia da consciência

O paradigma da filosofia da consciência

Resumo: O presente ensaio visa argumentar que a justificativa habermasiana do abandono do paradigma da consciência pelo nível de dificuldade de investigação é valida na medida em que se faz do problema intransponível. Quando por sua vez a questão é tratada sob um outro olhar – o qual admite uma investigação mais profunda e expansiva – tal […]

Continue Lendo

Consciência de criatura e consciência de estado em Rosenthal

Consciência de criatura e consciência de estado em Rosenthal

David M. Rosenthal pensa que nenhum fenômeno mental é mais central que a consciência para uma adequada compreensão da mente e, senão por isso, nada lhe parece mais próprio a um tratamento teórico sofisticado do o que faz com que um estado consciente seja de fato consciente uma vez que, segundo ele, nem todos os […]

Continue Lendo

O naturalismo biológico e a consciência em Searle

O naturalismo biológico e a consciência em Searle

John Searle (1932), uma vez que acredita serem os problemas neurobiológicos da consciência[1] passíveis de reflexão filosófica, se propõe a resolver o impasse da relação entre a mente e o corpo (de que modo os problemas cerebrais causam a consciência e de que modo a consciência se realiza no cérebro?[2]), sendo isso o que ele […]

Continue Lendo

Morte e suicídio em Spinoza

Morte e suicídio em Spinoza

Conceito de caráter naturalista e "homicídio" imaginário
| 23/06/2016 | 9 Comentários

Não sou mais aquele, não sou outro, sou a poeira da ampulheta virada para baixo, depois para cima, uma partícula do meu próprio cosmo que o tempo sopra para debaixo desse ciclo, nada mais, porque sei que lá atrás outros em mim existiram e lá adiante outros se multiplicarão na minha pele apesar dessa carcaça […]

Continue Lendo

Concepções gerais do Reducionismo e o modelo de Ernest Nagel

Concepções gerais do Reducionismo e o modelo de Ernest Nagel

O termo redução vem do vocábulo latino re-ducere ou do alemão zurückführen (reconduzir) o que já nos aponta pelo menos um caminho, a saber: o ato de conduzir de volta conceitos, termos, leis, teorias ou objetos a partir de outros domínios que na verdade são seus correspondentes mais verossímeis. A conseqüência de tal feito é a […]

Continue Lendo

Materialismo versus mentalismo: Cinco tipos de reducionismo

Materialismo versus mentalismo: Cinco tipos de reducionismo

Na obra A Redescoberta da Mente (1997) John Searle ambiciona minar as bases sobre as quais se assenta toda a tradição materialista que lhe precede. Segundo o autor as tese materialistas se compõe num grupo de concepções e pressuposições metodológicas sucintas em 7 assunções, a saber: No estudo cientifico da mente, a consciência e suas características especiais não […]

Continue Lendo

Adendos ao determinismo moderado

Adendos ao determinismo moderado

| 30/08/2015 | 0 Comentários

 Existe, em mim, uma forte repulsa por alguns artigos escritos nos últimos meses quanto à questão da liberdade de escolha, baseando-se em premissas estendidas de um texto publicado pela revista Galileu em abril deste ano (2013) [1]. A revista defende, sobre os pilares de estudos neurocientíficos recentes, que certas ações que tomamos não passam pelo crivo […]

Continue Lendo

A ética entre o emotivismo e racionalismo

A ética entre o emotivismo e racionalismo

Em que medida os sentimentos podem ser critério para a avaliação da moralidade?

A concepção dos sentimentos como critério para a avaliação da moralidade das ações humanas caminha em sentido contrário, ao menos em sua completude, à ética racionalista (a exemplo do racionalismo ético encontra-se o cerne teórico da boa Vontade de Immanuel Kant. Esta seria determinada apenas por princípios a priori – ou seja, por leis racionais […]

Continue Lendo

Errância das ciências pelo filósofo do martelo

Errância das ciências pelo filósofo do martelo

A partir da Vontade de Poder de Nietzsche

No início de uma de suas mais importantes obras, A Vontade de Poder, Friedrich W. Nietzsche afirma ter sido o autocontrole do homem religioso uma espécie de escola preparatória para o caráter científico. Curioso essa denominação, dado que outros filósofos como os do medievo afirmavam ter sido a filosofia um preparo para o Cristianismo. Não […]

Continue Lendo

Energia como intermédio entre Espírito e Natureza

Energia como intermédio entre Espírito e Natureza

A voz de Diego Carvalho

Diego Carvalho tem por princípios a autonomia, cooperação, solidariedade, espiritualismo, coletivismo e familiarismo. Sua existência se movimenta por viagens ao redor do Brasil, saiu da rotina doméstica desde cedo, acredita que devemos lutar por uma organização harmônica do indivíduo para o meio, e não do meio para o indivíduo. FilosofiaVerde: A vivência cotidiana dos homens acabou por assumir […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas