Tag: Heráclito

Como ser um filósofo genial sem se esforçar muito

Como ser um filósofo genial sem se esforçar muito

| 18/07/2017 | 2 Comentários

As minhas interpretações das interpretações de Heráclito me levaram a uma divagação que quero expor aqui. Ela tem um certo tom de revolta, mas isso se deve à sensação de improdutividade que o tempo despendido me esforçando para compreender os fragmentos heraclíticos gerava. Entretanto, não se apeguem a isso. Meus sentimentos do momento em que […]

Continue Lendo

Uma análise primária da relação entre a(s) ciência(s) e a Filosofia

Uma análise primária da relação entre a(s) ciência(s) e a Filosofia

| 02/06/2016 | 0 Comentários

Um tempo atrás, me peguei pensando em uma possível definição para o conceito de ciência. De súbito, emergiu também a questão sobre se Filosofia seria ciência. Antes de qualquer conclusão quanto a isso, pensei ser importante definir o que seria Filosofia e, em seguida, estabelecer uma demarcação de maior profundidade ao analisar a problemática de […]

Continue Lendo

Demócrito e o atomismo clássico

Demócrito e o atomismo clássico

Embora hoje o atomismo seja conhecido como uma doutrina física e química, seguramente seu estudo teve um preâmbulo filosófico, ou seja, não foi “cientificamente“ que seus fundadores – Leucipo (±490/460-420 a.C.) e Demócrito de Abdera (±460-360 a.C.) – sustaram os componentes últimos da matéria enquanto corpúsculos indivisíveis, em movimento num vazio infinito. Se quisermos uma demonstração disso, podemos recorrer a Aristóteles, pensador que […]

Continue Lendo

Pré-socráticos em: a arché dos infortúnios recifenses

Pré-socráticos em: a arché dos infortúnios recifenses

Continue Lendo

O Grotesco: onde a teoria e práxis se encontram

O Grotesco: onde a teoria e práxis se encontram

Por que absorvemos do classicismo da Arte poética [1] o sublime somente a partir da procura de perfeição e busca do equilíbrio expressivo? Por que isso, se existe o remanescente?! Exorbitância tão magnifica de afecções que transbordam e não cabem no ser, sedução e estranhez hiperreais! O excêntrico (para não se dizer “o grotesco”) fora exaltado […]

Continue Lendo

O infinito de Anaximandro

O infinito de Anaximandro

Sobre o apeiron e a origem dos seres

Introdução O primeiro texto sobre os filósofos pré-socráticos mostrou como esse período reflete um interesse filosófico voltado para o mundo da natureza. Além disso, apresentou Tales como o primeiro filósofo grego, principalmente por ter trazido o conhecimento de que o cosmos é um (Aet., II, 1, 2). Mas foi através de seu sucessor e discípulo, Anaximandro […]

Continue Lendo

Pitágoras e o Pitagorismo

Pitágoras e o Pitagorismo

Dizem que os pitagóricos distinguiam três tipos de animais racionais: deuses, humanos e seres como Pitágoras (Jâmblico VP 31), também se dizia que Pitágoras era o deus Apolo em forma humana. Dessa maneira ele não só era apresentado enquanto fundador de uma escola matemática, como também de sua relação com a música, astronomia e filosofia. Segundo A. N. Whitehead (Science and the Modern […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas