Tag: Física

O panteísmo estóico

O panteísmo estóico

| 04/10/2016 | 0 Comentários

O estoicismo foi uma escola fundada por Zenão de Cítio, por volta do século IV a.C, em Atenas, durante o período helenístico. O Helenismo marca a época em que a cultura grega, após as conquistas de Alexandre O Grande, sofre um sincretismo com várias outras culturas — como a egípcia, a persa e a romana —, e se […]

Continue Lendo

O que a Filosofia Primeira de Aristóteles estuda?

O que a Filosofia Primeira de Aristóteles estuda?

Metafísica Delta e Gama

Para Aristóteles, a filosofia primeira (ontologia) é a ciência que estuda o ente enquanto ente, isto é, a compreensão do ser em seu sentido primeiro e substancial. A filosofia não é uma ciência em particular que busca conhecer no ente um atributo por concomitância (que acompanha o ser, isto é, o ente enquanto “outro”, “ao […]

Continue Lendo

Concepções gerais do Reducionismo e o modelo de Ernest Nagel

Concepções gerais do Reducionismo e o modelo de Ernest Nagel

O termo redução vem do vocábulo latino re-ducere ou do alemão zurückführen (reconduzir) o que já nos aponta pelo menos um caminho, a saber: o ato de conduzir de volta conceitos, termos, leis, teorias ou objetos a partir de outros domínios que na verdade são seus correspondentes mais verossímeis. A conseqüência de tal feito é a […]

Continue Lendo

Hilemorfismo: a constituição do ser vivo em Aristóteles

Hilemorfismo: a constituição do ser vivo em Aristóteles

É inverossímil entender a Física e a Metafísica aristotélica de modo fracionário uma vez que uma e outra estão intimamente conectadas. Para Aristóteles, Metafísica é a ciência teorética que indaga pelas causas e princípios primeiros, sendo, em contrapartida, a Física aquela que, também dentre as ciências livres, tem como primeiro agente de averiguação as substâncias […]

Continue Lendo

Demócrito e o atomismo clássico

Demócrito e o atomismo clássico

Embora hoje o atomismo seja conhecido como uma doutrina física e química, seguramente seu estudo teve um preâmbulo filosófico, ou seja, não foi “cientificamente“ que seus fundadores – Leucipo (±490/460-420 a.C.) e Demócrito de Abdera (±460-360 a.C.) – sustaram os componentes últimos da matéria enquanto corpúsculos indivisíveis, em movimento num vazio infinito. Se quisermos uma demonstração disso, podemos recorrer a Aristóteles, pensador que […]

Continue Lendo

A filosofia da natureza na Idade Média

A filosofia da natureza na Idade Média

Alguns historiadores partem do pressuposto de que o medievo evidenciou os pressupostos metafísicos e éticos da cristandade suprassumindo assim a investigação grega acerca da physis. Contudo, embora o cerne do pensamento cristão não fosse a physis, uma vez que seu fim era justificar o sobrenatural e a possibilidade do milagre a partir da potência absoluta […]

Continue Lendo

Larry Laudan: A ciência como atividade de resolução de problemas

Larry Laudan: A ciência como atividade de resolução de problemas

“A ciência é, em essência, uma atividade de resolução de problemas“, disse Larry Laudan em 1986. Breves descrições biográficas bem podem explanar como um homem chegou a ser um filósofo da ciência e epistemologia contemporânea, e, fazendo jus a seu título, tornar-se um forte crítico às pretensões da epistemologia cientificista em aspectos como o realismo epistemológico e […]

Continue Lendo

A Douta Ignorância Cusana:  Do máximo absoluto à sua contração

A Douta Ignorância Cusana: Do máximo absoluto à sua contração

Através da realização de um breve levantamento da teologia medieval melhor podemos chegar ao cerne da filosofia de Nicolau de Cusa, um dos pensadores mais importantes do século XV. A Idade Média foi responsável por sintetizar as concepções gregas acerca da natureza e realizar algo similar a uma instrumentação de conhecimento sobre a teologia romana […]

Continue Lendo

Que é a matéria, de Bertrand Russell

Que é a matéria, de Bertrand Russell

Bertrand Russell no ABC da Relatividade levanta a questão “Que é matéria?” não na qualidade de metafísico, mas referindo-se à possível veracidade da Física moderna e, mais especialmente, da teoria da relatividade. Russell mostra haver, desde o início da especulação científica, duas concepções tradicionais de matéria, isto é, a dos atomistas, que a começar por Leucipo e Demócrito concebia […]

Continue Lendo

Introdução à Filosofia da Natureza

Introdução à Filosofia da Natureza

Ontologia ou epistemologia: quatro questões possíveis

A Filosofia da Natureza é um segmento filosófico que compreende a natureza do ponto de vista ontológico (da relação do ser enquanto ser) e/ou epistemológico (da origem, estrutura, método e validade do conhecimento). Esta foi importante desde à antiguidade. Efetivamente a filosofia nasce entre os pré-socráticos com a problemática da physis pois tudo o que lhes era apresentado estava […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas