Tag: Cristianismo

Principais frases dos Relatos de um Peregrino Russo

Principais frases dos Relatos de um Peregrino Russo

1. Pela graça de Deus, sou um homem cristão; pelas minhas ações, um grande pecador. 2. A própria oração vai revelar-lhe de que maneira ela pode se tornar uma prece perpétua; mas isso demora algum tempo. 3. Não é através da sabedoria desse mundo nem através de um vão desejo de obter conhecimentos que somos […]

Continue Lendo

Guerra à filosofia do talvez

Guerra à filosofia do talvez

Nietzsche é elogiado por uma multidão de jovens e homens imaturos; não porque ele é um filósofo verdadeiro, mas porque é um poeta sedutor. Ele seduz os corações enfermos; os corações que se encontram diante do Abismo, sendo este abismo um dos maiores ídolos que o homem imaginou após a queda. O abismo sim é […]

Continue Lendo

Cristianismo não é conforto psicológico

Cristianismo não é conforto psicológico

Nutre grande ignorância o homem que confunde Cristianismo com conforto psicológico. O amor cristão não se confunde com sentimentalismo ordinário, tampouco se reduz às causas e falsos humanismos do mundo. O amor de Deus é o Grande Amor Pedagogo que em sua plenitude é vivenciado por quem desenvolve disciplina e renúncia. O Cristianismo não dá o mundo a ninguém, mas o mata para em seio […]

Continue Lendo

Tradicionalismo, Liberalismo e Feminismo

Tradicionalismo, Liberalismo e Feminismo

Recentemente fui convidada para palestrar sobre a Cosmovisão Judaica, matéria muito importante para o desenvolvimento tradicional de todos os indivíduos. Muitos dos meus queridos amigos, interessados em ouvir-me, pediram para que eu começasse a veicular meus aprendizados dentro do Judaísmo, Cristianismo e Tradicionalismo. Decidi então, como leitora do FiloVida, me integrar ativamente ao Portal fazendo […]

Continue Lendo

Crítica de G. K. Chesterton ao ceticismo da Modernidade

Crítica de G. K. Chesterton ao ceticismo da Modernidade

G. K. Chesterton, embora tenha vivido num momento histórico cujo império das opiniões circundava a praticidade antimetafísica, encontrou um direcionamento oposto à Modernidade, a saber, o seio da tradição cristã. Na sua busca, em primeiro lugar, ele intuiu que este mundo é incapaz de explicar-se. Em segundo, passou a acreditar que o sobrenatural tem algum significado, e que isso […]

Continue Lendo

A sabedoria de Santo Antão do Deserto

A sabedoria de Santo Antão do Deserto

“Aquele que pratica a hesequia no deserto está liberto de três castas de luta: a do ouvido, a da palavra e a da vista. Só lhe resta um combate a travar: o do coração” – Santo Antão. Santo Antão do Deserto, também chamado de Santo Antão do Egito, Santo Antão, o Grande, Santo Antão, o Eremita, Santo […]

Continue Lendo

Não-ser, káiros e verdade como kosmos do discurso

Não-ser, káiros e verdade como kosmos do discurso

As teses de Górgias

Introdução Eis como Aldo Dinucci designa seu desafio na Miscelânea Sofística: “Falar sobre a Sofística para rebater a costumeira depreciação do pensamento sofístico”. O professor se propõe a descaracterizar os infundados preconceitos milenares a respeito da Sofística que distinguem esta da Filosofia, colocando-a como uma anti-Filosofia. No entanto, uma vez que Platão “encontrou relevância no pensamento sofístico, […]

Continue Lendo

As inquietações humanas representadas na arte de Bosch

As inquietações humanas representadas na arte de Bosch

A arte sempre foi um meio para a conscientização das idéias e dos interesses mais nobres do espírito. Foi nas obras artísticas que os povos depuseram as concepções mais altas, onde as exprimiram e as conscientizaram, disse Hegel. A filosofia hegeliana mostra a arte como uma forma de linguagem humana que nos propicia a decifrar os segredos dos povos […]

Continue Lendo

Os tipos de natureza segundo João Escoto Erígena

Os tipos de natureza segundo João Escoto Erígena

João Escoto Erígena (810-877), como o estudioso das relações entre a filosofia grega e os princípios do cristianismo que era, acreditava ser Deus e unicamente Ele a natureza primeira. Segundo crê embora o mundo seja o próprio Deus, Deus não é o mundo por uma razão, isto é, Ele criou as coisas conservando-se em posição mais elevada do […]

Continue Lendo

As quatro Virtudes Cardeais

As quatro Virtudes Cardeais

Existem no Cristianismo quatro virtudes cardeais (ou cardinais) que polarizam todas as outras virtudes humanas. Este conceito, originado em Platão, foi adaptado por pensadores da Igreja como Santo Ambrósio, Santo Agostinho e São Tomás de Aquino. A virtude platônica passa por diferentes fases, todas elas bem apresentadas por Zoraida M. L. Feitosa na tese A Questão da Unidade e do […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas