Tag: Círculo de Viena

Por que e como Carnap defende que a análise lógica da linguagem permite a superação da metafísica?

Por que e como Carnap defende que a análise lógica da linguagem permite a superação da metafísica?

Segundo Carnap, a análise lógica da linguagem – e somente ela – permite uma superação da metafísica enquanto conhecimento à medida que faz ver que as supostas proposições metafísicas são completamente sem-sentido. À primeira vista, ainda que as sequências de palavras das filosofias de valores pareçam proposições com significado, na análise lógica, elas se revelam como pseudoproposições; ora seus […]

Continue Lendo

Concepções gerais do Reducionismo e o modelo de Ernest Nagel

Concepções gerais do Reducionismo e o modelo de Ernest Nagel

O termo redução vem do vocábulo latino re-ducere ou do alemão zurückführen (reconduzir) o que já nos aponta pelo menos um caminho, a saber: o ato de conduzir de volta conceitos, termos, leis, teorias ou objetos a partir de outros domínios que na verdade são seus correspondentes mais verossímeis. A conseqüência de tal feito é a […]

Continue Lendo

Indução e Falsificabilidade

Indução e Falsificabilidade

Hume e Popper

O positivismo foi uma corrente filosófica surgida na França no começo do século XIX como uma resposta fervente ao transcendentalismo idealista alemão e ao romantismo que se alastrava pelo mundo ocidental, sendo mais tarde revisado e ampliado pelo Círculo de Viena nos anos de 1922 a 1936, dando início ao positivismo lógico (ou apenas neopositivismo). O principal […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas