RSSFilosofia Medieval

Não há vida intelectual sem oração

Não há vida intelectual sem oração

Não há vida intelectual sem oração, ainda que em certo grau possa haver a erudição nos ímpios. Isso porque, como expressa São Máximo, a oração – e somente ela – separa o intelecto dos pensamentos, apresentando então a verdade integralmente desnuda. Para compreender a necessidade desse desnudamento, é preciso ter em mente duas coisas: a […]

Continue Lendo

As Trevas Luminosas e a Apofaticidade da Teologia Ortodoxa

As Trevas Luminosas e a Apofaticidade da Teologia Ortodoxa

“Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.” (Daniel 2:22) A imagem mais clássica e representativa do caminho da alma para Deus, de forma paradoxal, é a treva luminosa . Autores Ortodoxos desde a antiguidade utilizaram-se deste conceito como ilustração da característica apofática da […]

Continue Lendo

A lectio escolástica e a leitura em nossos dias

A lectio escolástica e a leitura em nossos dias

Enquanto a maioria dos brasileiros lê mal, o modo como uma lectio se estruturava na escolástica decerto é invejável. Vejamos: ela perpassava por quatro fases: i. leitura em voz alta de uma seção de texto; ii. apresentação, divisão e destaque da estrutura e principais partes do texto; iii. exposição de cada uma dessas partes com […]

Continue Lendo

“O que é Filosofia?” à luz do Cristianismo Ortodoxo

“O que é Filosofia?” à luz do Cristianismo Ortodoxo

Continue Lendo

O Mestre: Linguagem e Conhecimento na Filosofia Agostiniana

O Mestre: Linguagem e Conhecimento na Filosofia Agostiniana

1. BREVE HISTÓRICO: CONCEPÇÃO LINGUÍSTICA ANTERIOR E CONCOMITANTE A PLATÃO Apresentada desde antes dos gregos, a linguagem tinha uma relação mágica ou mítica com o universo, falar era participar do mesmo. As sociedades primitivas vêem a palavra como uma substância e uma força material, como um elemento cósmico do corpo e da natureza. Praticamente não havia […]

Continue Lendo

A sabedoria de Santo Antão do Deserto

A sabedoria de Santo Antão do Deserto

“Aquele que pratica a hesequia no deserto está liberto de três castas de luta: a do ouvido, a da palavra e a da vista. Só lhe resta um combate a travar: o do coração” – Santo Antão. Santo Antão do Deserto, também chamado de Santo Antão do Egito, Santo Antão, o Grande, Santo Antão, o Eremita, Santo […]

Continue Lendo

Fé e razão em Abelardo: “Não se pode crer naquilo que não se compreende”

Fé e razão em Abelardo: “Não se pode crer naquilo que não se compreende”

Deus conhece de antemão tudo o que cria e não necessita da abstração, pois conhece diretamente. Somente esse conhecimento divino é perfeito. O uso da abstração por parte do homem só oferece um conhecimento deficiente […] posto que conhecemos mediante os sentidos e não podemos conhecer bem mediante qualquer outra faculdade que seja estranha ao […]

Continue Lendo

A intelectual disciplina do corpo segundo Sertillanges

A intelectual disciplina do corpo segundo Sertillanges

Este escrito corresponde ao cap. IV da obra “A Vida Intelectual” de A. D. Sertillanges, redigida originalmente em 1920. A obra, em suma, é uma manual prático que permite ensinamentos profundos e orientações para a vida de quem deseja estudar com excelência e virtude.  Como já dissemos, a doutrina do composto humano opõe-se à dissociação das funções espirituais […]

Continue Lendo

A ruptura do binômio ética-política

A ruptura do binômio ética-política

Quando a ética e a política decidiram por se afastar

Introdução Hoje é facilmente observável, especialmente no Brasil, a tensão manifesta no entendimento do que realmente é a política; jovens podem ir às ruas, partidos podem se apresentar como a política verdadeira, capazes até mesmo de promover o povo a uma aparente melhor condição, mas sem embargo as respostas se apresentam como manifestações ocasionais, e não enquanto o fenômeno político em si. Outro tema […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas