RSSFilosofia da Arte

A busca do Inútil em Bergson

A busca do Inútil em Bergson

Da natureza da mudança à dilatação da percepção na Arte

Henri Bergson revigorou a importância da metafísica no início do século XX, reestruturando radicalmente sua comum compreensão. O filósofo compreende uma metafísica do devir, distinta da ciência dos primeiros princípios, da permanência, que essencialmente constituíam a tradição filosófica histórica. Desde o início, segundo Bergson, a tradição não contemplou rigorosamente o papel da mudança, rumando sentido […]

Continue Lendo

Conhecimento experimental

Conhecimento experimental

Constituída de carne e tecidos, sinto-me em perfeito funcionamento corporal conforme fui geneticamente capacitada em nascimento. Conjuntamente, entre sangue e estrutura cerebral, pergunto-me de onde vêm as afecções sentidas neste tronco sobre o qual vividamente movo. Embora sem desenvoltura técnica, identifico todos os meus membros harmonicamente movimentando-se em ondas vibrantes, posso experienciar a energia por eles emanada. […]

Continue Lendo

O corpo utópico, Michel Foucault

O corpo utópico, Michel Foucault

Basta eu acordar, que não posso escapar deste lugar que Proust, docemente, ansiosamente, ocupa uma vez mais em cada despertar. Não que me prenda ao lugar – porque depois de tudo eu posso não apenas mexer, andar por aí, mas posso movimentá-lo, removê-lo, mudá-lo de lugar –, mas somente por isso: não posso me deslocar […]

Continue Lendo

As inquietações humanas representadas na arte de Bosch

As inquietações humanas representadas na arte de Bosch

A arte sempre foi um meio para a conscientização das idéias e dos interesses mais nobres do espírito. Foi nas obras artísticas que os povos depuseram as concepções mais altas, onde as exprimiram e as conscientizaram, disse Hegel. A filosofia hegeliana mostra a arte como uma forma de linguagem humana que nos propicia a decifrar os segredos dos povos […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas