RSSPoéticas do Corpo

Conhecimento experimental

Conhecimento experimental

Constituída de carne e tecidos, sinto-me em perfeito funcionamento corporal conforme fui geneticamente capacitada em nascimento. Conjuntamente, entre sangue e estrutura cerebral, pergunto-me de onde vêm as afecções sentidas neste tronco sobre o qual vividamente movo. Embora sem desenvoltura técnica, identifico todos os meus membros harmonicamente movimentando-se em ondas vibrantes, posso experienciar a energia por eles emanada. […]

Continue Lendo

Morte e sensualidade

Morte e sensualidade

O Erotismo de Bataille

Precedido pelo Miroir de la Tauromachi (ensaio de Michel Leiris, 1938) onde o erotismo se liga à vida, não como ciência, mas como paixão e contemplação poética, George Bataille, em O Erotismo (1957), antes de tudo mostra o assunto como algo já há muito tempo tratado de forma aberta entre as pessoas, não mais como outrora, isto é, quando um “homem sério” […]

Continue Lendo

A arte deve ser bonita

A arte deve ser bonita

Marina Abramovic, Copenhague, Dinarmaca, 1975

Art must be Beaufiful, Artist must be Beatiful – A arte deve ser bonita, o artista deve ser bonito, em português – foi a primeira performance filmada por Marinha Abramovic. Na obra “Abramovic está vestida de preto, sem adereços quaisquer e penteia agressivamente seus longos cabelos. Com uma escova em uma mão e o pente […]

Continue Lendo

O maior processo biológico da mulher

O maior processo biológico da mulher

Dado que os fenômenos da arte nascem no corpo, esse pode ser concebido como matriz da expressão artística. Especificamente no feminino, a cor avermelhada ganha força simbolizando o ciclo menstrual, maximidade da potência corporal da mulher. Algumas sociedades antigas concebiam esse ciclo como um sutil processo de purificação. Entre os aborígenes australianos, o sangue menstrual […]

Continue Lendo

Manifesto sobre a vida do artista

Manifesto sobre a vida do artista

Por Marina Abramovic

1. Conduta de um artista em sua vida: – Um artista não deve mentir para si mesmo ou aos outros – Um artista não deve roubar idéias de outros artistas – Um artista não deve comprometer, para si ou em relação ao mercado de arte – Um artista não deve matar outros seres humanos – […]

Continue Lendo

O encontro ideológico de Nietzsche e Lady Gaga

O encontro ideológico de Nietzsche e Lady Gaga

Os modos de manifestar o pensamento, tanto por um viés estético, quanto filosófico, modificam-se fortemente de acordo com a vivência histórica do sujeito. A vida cotidiana, altamente permeada por tecnologias dos mais diversos gêneros, modificou a construção de mundo do homem e, assim, de sua genialidade. A condição do gênio hoje encontra-se de uma forma […]

Continue Lendo

O Grotesco: onde a teoria e práxis se encontram

O Grotesco: onde a teoria e práxis se encontram

Por que absorvemos do classicismo da Arte poética [1] o sublime somente a partir da procura de perfeição e busca do equilíbrio expressivo? Por que isso, se existe o remanescente?! Exorbitância tão magnifica de afecções que transbordam e não cabem no ser, sedução e estranhez hiperreais! O excêntrico (para não se dizer “o grotesco”) fora exaltado […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas