Arquivo para janeiro, 2017

O paradigma da filosofia da consciência

O paradigma da filosofia da consciência

Resumo: O presente ensaio visa argumentar que a justificativa habermasiana do abandono do paradigma da consciência pelo nível de dificuldade de investigação é valida na medida em que se faz do problema intransponível. Quando por sua vez a questão é tratada sob um outro olhar – o qual admite uma investigação mais profunda e expansiva – tal […]

Continue Lendo

Os problemas epistemológicos e suas variáveis

Os problemas epistemológicos e suas variáveis

É fácil nutrir simpatia pela conclusão da modernidade de que a epistemologia é o ponto de partida das investigações filosóficas (digo isto pensando a filosofia como uma atividade de resolução de problemas) e isso pra mim é relativamente claro de se ver. Desde seus primórdios a tradição filosófica junto a pensadores como Platão ou Tomás […]

Continue Lendo

Nepsis (νῆψις)

Nepsis (νῆψις)

Nepsis (νῆψις) é um termo grego que pode ser traduzido por “vigilância” e “sobriedade”, ou fenomenalmente, pelo neptikos, o homem de “existência vigilante e sóbria”. No cristianismo oriental, se diz que a permanência neste estado é a marca da santificação, que nestes termos, se caracteriza pela permanente concentração do pensamento enquanto este não é mais afetado nem […]

Continue Lendo

Kenosis (κενόω)

Kenosis (κενόω)

Kenosis vem do verbo grego κενόω, que significa “vazio”, “despir-se”. Na língua francesa, o termo akène, tem a mesma raiz deste termo grego, e é muito usado na botânica, significando uma espécie de fruto que não pode se abrir sozinho. Em sentido teológico, análogo a isso, vemos que sozinho em seu próprio desejo, que quase […]

Continue Lendo

Receitas veganas para tempos de Jejum Ortodoxo ☦

Receitas veganas para tempos de Jejum Ortodoxo ☦

Queijo prato vegatal Ingredientes 3 colheres de sopa purê de mandioca ou mandioquinha, 1 xícara polvilho doce, 1/2 xícara polvilho azedo, 3 colheres de sopa óleo azeite ou creme vegetal, 1 colher de café de sal, 1/2 limão extrair o sumo, 1 colher de chá levedo de cerveja, 1/2 colher de chá açafrão em pó. […]

Continue Lendo

Da Incomunicabilidade dos Sentimentos

Da Incomunicabilidade dos Sentimentos

O presente texto possui duas questões e uma pretensão. A primeira se refere a possibilidade da linguagem de comunicar sentimentos e do quanto esta linguagem poderia nos permitir entendermo-nos uns aos outros quanto a estas experiências subjetivas. A segunda é acerca das consequências da resposta desta primeira questão para o tema da solidão. A pretensão […]

Continue Lendo

…na primavera há a noite escura

…na primavera há a noite escura

Entre as cores da mata e o preto-cinzento Pintei a história da minha Presença Esperando sempre o azul-anil Mas neste lugar eu nunca estive A esperar a primavera, Nem o laranja nem o amarelo, Pois as cores do outono me eram mais vivas Porém de súbito a certa altura, Percebi que ainda em março a […]

Continue Lendo

Górgias e o “Lógos”

Górgias e o “Lógos”

| 09/01/2017 | 0 Comentários

Introdução Na antiguidade, a democracia grega era baseada na tentativa de resolução de problemas por meio do diálogo. Através de assembleias – reuniões de cidadãos – os discursos se confrontavam e os mais persuasivos eram aproveitados para a tomada de decisões. Nesse sentido, o domínio sobre o Lógos – enquanto “discurso” – estava relacionado ao […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas