Arquivo para junho, 2016

Hermenêutica: Etimologia e significado

Hermenêutica: Etimologia e significado

Um dos modos preambulares para compreender a Hermenêutica é a volta etimológica ao seu conceito, um exercício não apenas de curiosidade, mas, sobretudo, útil em seu entendimento. Segue-se que, de origem grega, a Hermenêutica (hermeneuein) é tida como a filosofia da interpretação, sendo originalmente afiliada à Hermes que, segundo a mitologia grega, chamado de “deus-intérprete”, costumava […]

Continue Lendo

Breviário de Aristóteles: Livro Δ da Metafísica

Breviário de Aristóteles: Livro Δ da Metafísica

Em suma, o Livro Δ da Metafísica de Aristóteles reúne e explica uma série de termos relevantes à temática da filosofia primeira dos quais este texto tem por objetivo abordar seus oito primeiros. Alguns comentadores compreendem o Livro Δ como um léxico metafísico, no entanto, devido à sua brevidade, Giovanni Reale prefere dizer que ele tem […]

Continue Lendo

O ensino de filosofia no Brasil

O ensino de filosofia no Brasil

Uma crítica a partir de Sílvio Gallo e Walter Kohan

No texto Crítica de alguns lugares-comuns ao se pensar a filosofia no Ensino Médio, Sílvio Gallo e Walter Kohan introduzem como o Brasil tem uma débil tradição no que concerne ao ensino de filosofia no nível médio. Em suma, dizem os autores, desde sua implantação no século XVI, a filosofia foi ensinada de forma dogmática, […]

Continue Lendo

Apetite

Apetite

O que há em mim de mais sincero são meus olhos. Minhas mãos apreendem míseros centímetros enquanto meu olhar conhece a lua. Olhos-vivos jamais esquecem seja do prazer seja da dor. Eles sabem, à sua maneira, deleitar os corpos em silêncio, sem precisar gritar nem falar de amor. Eis que os olhares apressam a quem quer que queira amar, confessam a quem quer que esconda […]

Continue Lendo

Morte e suicídio em Spinoza

Morte e suicídio em Spinoza

Conceito de caráter naturalista e "homicídio" imaginário
| 23/06/2016 | 9 Comentários

Não sou mais aquele, não sou outro, sou a poeira da ampulheta virada para baixo, depois para cima, uma partícula do meu próprio cosmo que o tempo sopra para debaixo desse ciclo, nada mais, porque sei que lá atrás outros em mim existiram e lá adiante outros se multiplicarão na minha pele apesar dessa carcaça […]

Continue Lendo

Breviário de Aristóteles: Livro Γ da Metafísica

Breviário de Aristóteles: Livro Γ da Metafísica

O Livro Γ da Metafísica de Aristóteles é organizado em oito partes das quais este escrito tem por objetivo resumir e entender as suas três primeiras, são elas: A Definição da metafisica como ciência do ser enquanto ser, Os significados do ser, as relações entre o uno e o ser e as várias noções que entram […]

Continue Lendo

Alarde

Alarde

| 22/06/2016 | 0 Comentários

Sem Alarde – Antes de morrer queria que soubesse quem sou, Ou melhor, que fui; Nada tem a ver com os romances que li, Nem as besteiras que escrevi, Tampouco o que falam sobre mim, Nem o que eu digo sobre mim mesmo. Não obstante, fui uma estrela opaca Luzindo fracamente sob as cabeças desorientadas pelo […]

Continue Lendo

Assujeitamento manifesto

Assujeitamento manifesto

| 22/06/2016 | 1 Comentário

Este é meu primeiro manifesto público; o primeiro momento em que expresso a curiosidade diante de tantas vontades autosilenciadas, perante algum número absurdo de sujeitos que desconheço, mas que se sujeitam às minhas palavras desditosas, recém boquiabertas. É curioso manifestar-me somente agora, quando desde sempre tenho a vontade, a pulsão, a existência, a possibilidade e […]

Continue Lendo

Deferência ao Paulo Coelho

Deferência ao Paulo Coelho

A moralidade Grega do Alquimista
| 20/06/2016 | 0 Comentários

E no dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles – (Jó 1:6). Assim começo essa resenha: “Paulo Coelho vendeu a alma ao diabo”. Nada mais poderia ser dito antes disso, afinal, por certo Paulo queria fama, sucesso e a vida de quem vive escrevendo livros, e ele a conseguiu mas […]

Continue Lendo

Consciência

Consciência

| 19/06/2016 | 0 Comentários

A consciência de estar vivo, As conclusões de tudo isso, O tempo indo embora… Tudo isso me apavora! O semblante de cada rosto, A diferença de  cada gosto, A felicidade que demora… Tudo isso me apavora! Os filósofos aposentados, Os mágicos internados A fé que nisso aflora… Tudo isso me apavora. O ADEUS DE UM […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas